sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Casamento

Não se resume um poema a um verso
Não se deve deixá-lo assim
Pois estrofe de linha única
É como limitar poesia
Trajá-la em singela túnica
Viver só de noite e sem dia
É ter inverno sem verão
Ver sempre fechada a flor
Tolher asas de uma paixão
Tirar do mundo sua cor
Deixar de sentir perfume
Quando houver madrugada
O tempo, nublado e sem lume
A relva sem estar orvalhada

E com apenas um sorriso
Veio o encanto ao meu olhar
E num momento de improviso
Pedido pra namorar
No mais bater do coração
O ímpar quis fazer par
E ter na minha a sua mão
Para levar-te ao altar

14/06/2010

18 comentários:

Mahria disse...

De maneira alguma o casamento deve ser um poema, um verso. É pouco. Deve ser um romance, um filme de amor, só com começo, daqueles que sempre se espera uma continuação.
Assim deve ser.
Mas para mim o casamento É um livro enorme, enfadonho, que até começa bonzinho, mas que nunca se deve esperar um final feliz.

P.S
Desculpe o pessimismo.


Feliz sábado!
Beijos
Mah

Monday disse...

Mahria

Esse é o poema que está no convite do casamento ... rsss

O resto dos versos e linhas, a gente vai escrevendo aos poucos, sem pressa, mas sempre a dois ...

menina fê disse...

ai... ai... casamento também é comédia! rsrs

grande bj, querido.

Sentimental ♥ disse...

lindo!!!

Pat. disse...

Assino onde?

heheh brincadeira!

Um beijo querido...o poema é lindo!

Monday disse...



Deveria ser somente a união das tais duas pessoas, mas parece que o universo em volta entende como uma bela oportunidade de dar pitacos a torto e a direito ... rsss

Monday disse...

Sent

Esse tinha que dar uma caprichadazinha a mais, né?

Monday disse...

Pode assinar se quiser ... rsss

Poemas são universais, embora quem sabe ser o "motivo" do poema sempre tem chance de dar um sorriso a mais ...

Sentimental ♥ disse...

ô, se tinha.
bjs

olhar disse...

Amei teu comentário lá no meu OLHAR...

beijos de pantufa em você...

Bia

~*Rebeca e Jota Cê*~ disse...

Flávio,

Quando você escreve...

... todos os sentimentos ficam apaixonados.

Lindo, lindo!

Noite de luz, querido amigo.

Rebeca

-

gabyshiffer disse...

As vezes casar é trocar a atenção de vários pela desatenção de um só!
hehehe
humor negro
mas...
as vezes é perfeitinhu
:)
Lindo poema meu querido
vc é um amor sabia?
Quando eu menos espero vc vai me ver e eu fico muito feliz
Boa noite pra vc
a sereia pode ficar pra vc tb
é claro que vc em a sereia que quiser na cama que desejar deixa de ser modesto.
Um beijo e um abraço apertado e carinhoso
Te dolu!
:)

Valéria Sorohan disse...

Que coisa mais linda, essa poema.
Amei a sensualidade das suas palavras, perfeito demais.

BeijooO'

gabyshiffer disse...

Voltei
Tem selinho pra vc no meu blog
e se vc puder me dar um votinho eu fico grata, vai no meu e dah uma olhadinha, pega os selos tah

:)
Que vc tenha uma linda tarde
Beijos na alma!

Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim.
Chico Xavier

Ava disse...

Adorei esse "impar querendo fazer par"...rs

Moço do chapéu, continuas a fazer versos, como se as palavras fossem suas vassalas...rs


Beijos meus!

[ rod ] ® disse...

Do casório um poema querido. Do fim uma tragicomédia!

Abs amigo.

gabyshiffer disse...

Vim lhe desejar boa noite
Beijos na alma!

"Cada dia que amanhece assemelha-se a uma página em branco, na qual gravamos os nossos pensamentos, ações e atitudes. Na essência, cada dia é a preparação de nosso próprio amanhã."


Psicografia de Francisco C. Xavier.
Livro:- Indicações Do Caminho.

Dois Rios disse...

Gostei dessa visão lírica sobre o casamento.

Gosto dessa idéia de "fazer par". Tanto é assim que já estou no segundo, rsrs...

O poetinha Vinícius diria "Que é melhor se sofrer junto
Que viver feliz sozinho."

Beijo,
Inês