segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Poema

Poema
são versos que,
como as desnudas árvores de outono,
você sempre enxerga
com olhos de primavera

13 comentários:

Mai disse...

Oi, amigo.

E, mais que versos chmanado um devir de primavera, poemas são almas-palavras, pérolas-signos, mística-linguagem... Poemas são palavras com vida, são flores, sim, de primavera...
Monday, eu nunca me canso de questionar a mim e aos poetas, que fazes com as palavras, que, sendo sempre as mesmas, ficam mais belas, aqui e ali?

Amei teu novo espaço.
Também vou linkar.

Beijos e ternura!
Obrigada, sempre.

iara disse...

que os olhos sejam sempre de primavera, pra ler vc e ver outras belezas pelo mundo.
bj

Gabrielle disse...

e povoo com aves sonoras, raios de sol, sombras e perfumes...

O caminho é feito pelos nossos próprios passos... a beleza da caminhada depende de quem caminha connosco!
Obrigada por fazeres parte da minha vida.

Feliz 2009! Um beijo enorme...

A Senhora disse...

Lindo, Sr. Primavera! :)

bjs e boas férias (morrendo de inveja...)

Monday disse...

Mai

Arte é algo meio inexplicável e o dom que alguns recebem para escrever, outros ganham para pintar, terceiros para esculpir, e assim se vai, no teatro, cinema, música ...
Se por alguma graça nos é permitido jogar com as palavras de forma a juntá-las de forma mais bonita que o costumeiro, por que não fazê-lo com o prazer de se tentar trazer mais cores aos olhos e pintar o planeta de uma forma que agrade mais?
Enquanto se conseguir um sorriso que seja das bocas cujos olhos leram o que escrevemos, sempre vai valer a pena tentar caprichar em nosso escrever ...

Beijos e carinho a ti também, Mainina ... rsss

Iarinha

Sociazinha querida que mora no meu coração, seus olhos sempre foram primavera, basta ver a quantidade de gargalhadas que proferes a toda hora ...

Gab

Coisa linda que você escreveu naquele último post, hein? O dia ficou mais bonito depois dele ...

Jovem Senhora

Inveja gostosa pode ... rsss ... mas aqui tem menos laps que lá em Rio Quente ...
Quer dizer que agora devo me intitular SpringMonday????
Bom, ao menos vou passar a vida perfumado ... rssss

Branca disse...

Ano novo,vida nova!
Que realize todos os seus sonhos, que tenha muito amor pra dar e receber, que nunca falte uma palavra de carinho de seus amigos, mesmo que virtualmente e que seja sempre muito feliz!
Feliz 2009 pra ti!
bjo carinhoso,
Branca.

Letícia Palmeira disse...

Monday,

Esse seu nome diz muito...

E você foi poético no comentário que fez em meu blog. E eu sempre digo que poetas nascem poetas. Mesmo que sejam engenheiros, políticos ou qualquer outra coisa. Você escreve poesia e sabe da linguagem poética. Agradeço por mencionar meu nome como alguém que o tenha ajudado. Mas o talento é todo seu.

Com olhos de primavera, desejo paz e novas palavras sempre. A poesia é em você. E não precisa que alguém diga.

E elogiando...

Poemas são os olhos de quem os escreve.

Bjs.

E Feliz Ano Novo e nova vida.

Monday disse...

Le

eu encontrei nesse mundinho blogueiro, novo pra mim, um monte de gente como eu, que ama escrever ... uns com muito talento, outros nem tanto, mas em geral, todos com apego às letras ... se eu nasci poeta, serei poeta por toda a vida, enquanto os versos me brindarem com esse privilégio ... há muito o que ler e escrever por esse mundo aqui... e é bom demais saber e viver isso ...
quanto a ti, ganhasse o que se merece ... rssss
beijos e letras no ano vindouro

Castanha Pilada disse...

Pensando bem, e não é que é isso mesmo?

Bia Kohle disse...

Ótimo blog.
Agora posso ler você sem restrições.

Monday disse...

Castanha

bom, é o que eu sempre achei ...

Bia

Tem um quartinho só pra vc, recheado de poesias, tá bom, menina?

Sir Stephen e SUA maria{SS} disse...

Desejo primeiro que você ame,
E que amando, também seja amado.
E que se não for, seja breve em esquecer.
E que esquecendo, não guarde mágoa.

Desejo, pois, que não seja assim,
Mas se for, saiba ser sem desesperar.

Desejo também que tenha amigos,
Que mesmo maus e inconseqüentes,
Sejam corajosos e fiéis,
E que pelo menos num deles
Você possa confiar sem duvidar.

E porque a vida é assim,
Desejo ainda que você tenha inimigos.
Nem muitos, nem poucos,
Mas na medida exata para que, algumas vezes,
Você se interpele a respeito
De suas próprias certezas.
E que entre eles, haja pelo menos um que seja justo,
Para que você não se sinta demasiado seguro.
Desejo depois que você seja útil,

Mas não insubstituível.
E que nos maus momentos,
Quando não restar mais nada,
Essa utilidade seja suficiente para manter você de pé.

Desejo ainda que você seja tolerante,
Não com os que erram pouco, porque isso é fácil,
Mas com os que erram muito e irremediavelmente,
E que fazendo bom uso dessa tolerância,
Você sirva de exemplo aos outros.

Desejo que você, sendo jovem,
Não amadureça depressa demais,
E que sendo maduro, não insista em rejuvenescer
E que sendo velho, não se dedique ao desespero.
Porque cada idade tem o seu prazer e a sua dor
É preciso deixar que eles escorram por entre nós.

Desejo por sinal que você seja triste,
Não o ano todo, mas apenas um dia.
Mas que nesse dia descubra
Que o riso diário é bom,
O riso habitual é insosso e o riso constante é insano.

Desejo que você descubra,
Com o máximo de urgência,
Acima e a respeito de tudo, que existem oprimidos,
Injustiçados e infelizes, e que estão à sua volta.

Desejo ainda que você afague um gato,
Alimente um cuco e ouça o joão-de-barro
Erguer triunfante o seu canto matinal
Porque, assim, você se sentirá bem por nada.

Desejo também que você plante uma semente,
Por mais minúscula que seja,
E acompanhe o seu crescimento,
Para que você saiba de quantas
Muitas vidas é feita uma árvore.

Desejo, outrossim, que você tenha dinheiro,
Porque é preciso ser prático.
E que pelo menos uma vez por ano
Coloque um pouco dele
Na sua frente e diga “Isso é meu”,
Só para que fique bem claro quem é o dono de quem.

Desejo também que nenhum de seus afetos morra,
Por ele e por você,
Mas que se morrer, você possa chorar
Sem se lamentar e sofrer sem se culpar.

Desejo por fim que você sendo homem,
Tenha uma boa mulher,
E que sendo mulher,
Tenha um bom homem
E que se amem hoje, amanhã e nos dias seguintes,
E quando estiverem exaustos e sorridentes,
Ainda haja amor para recomeçar.
E se tudo isso acontecer,
Não tenho mais nada a te desejar.


Desejo - Vitor Hugo (*1802 +1885)


Amigos e amigas

Desejo-lhes toda a felicidade do mundo
e
um 2009
pleno de luz
onde cada pessoa trate seu semelhante como gostaria de ser tratada!
E que cada dos meus amigos consiga nesse novo ano o que mais deseja !

beijos

maria{SS}

Escrevendo na Pele disse...
Este comentário foi removido pelo autor.