terça-feira, 10 de março de 2009

Cálice, cálida, calada

Esse poema foi escrito em complemento a um livro não publicado, história de um rapaz que se apaixona por uma garota que ganhava a vida como prostituta.


Calem-se
calem-se todos
silenciem as vozes
apaguem os ruídos
verta-se sobre os sons
o cálice do silêncio

Brilhe
o brilho reluzente
do metal torneado
do corpo do cálice

Cálice
cálice vegetal
que desabroche a rosa
mesmo quando o alvorecer não raiar

Aspirem
o odor fragrante
das pétalas macias
do corpo em flor

Não há mais ruídos
não há mais sons

Talvez a vida perca
na luz que se vai
ao simples tocar de um interruptor
os demais sentidos

O olhar que olha e vê
o olhar que olha e chora
ímpar é um número solitário

Os ouvidos que ouvem
os ouvidos que recebem
na ausência dos sons se fazem sem função

E que passem os odores em perfume
que passem os cheiros putrefatos
não há mais olfatos para os perceberem

A voz em tom inexistente
os sons não se fazem produzir
- Ninguém vai ouvir o que tu não tens mais a dizer!

E de nada vai servir o contato
a pele tocar na pele
mão a mão, boca a boca
pois agora não se pode sentir

Mas talvez
não tenha a luz
de vez se ocultado

Pode um olhar com outro não cruzar
pode um som não se fazer ouvir
pode um odor se perder no ar
pode uma voz não conseguir pronunciar
ou um corpo não ter par a lhe acalantar

Então,
ainda se vive!

Cálida, calidamente
um acalanto no colo em regaço
que lhe abriga a cansada cabeça
se exprime por duas mãos de menina

Pois não importa se não há luz
pois não importa se não a ouvem
não a sentem, não a vêem

Não importa, menina
menina em flor, de flor em cálice
não importa que só ao verter-se
do cálice ornado o silêncio
é que ouçam a sua voz calada,
o seu calar sofrido,
que sintam o seu corpo usado,
machucado pela vida,
que olhem para o seu rosto infantil
chorado por suas dores
que sintam o cheiro do seu corpo
suado para tantas vezes
proporcionar prazer sem receber amor
não importa que o mundo lhe tenha fechado os olhos
pois ainda que tarde, Ana
mesmo que venha a luz a ser apagada logo após,
é tempo para te amar

27/03/84

48 comentários:

Avassaladora disse...

"...que ouçam a sua voz calada,
o seu calar sofrido,
que sintam o seu corpo usado,
machucado pela vida,..."

Monday, achei de uma tristza imensa!
Não sei porque a vida dessas garotas tem que ser retratadas com tanto sofrimento...
E se há tanto sofrimento, por que continuam?
Mas isso são questionamentos que nunca terão respostas...

Mas vamos ao que interessa...rsrsr
O poema ficou perfeito! Lindo...
Vc faz uma dança com as palavras, que encanta.
Daqueles que a gente lê e relê...

Beijos avassaladores!

EU SOU NEGUINHA disse...

nossa,me tocou fundo aqui.
Hj passei por alguns problemas relacionados a adolescentes,e só conhecendo a fundo a pessoa,é que podemos perceber as dores,sofrimentos,incertezas...
que ouçam a sua voz calada,
o seu calar sofrido,
que sintam o seu corpo usado,
machucado pela vida,
que olhem para o seu rosto infantil
chorado por suas dores.
Hj eu ouvi alguns choros calados,corpos machucados..e percebi o quanto ainda temos a aprender.
Lendo isso aqui,só pude me remeter ao fato,chorar e pensar que posso fazer a diferença.
Beijos da Nega

Joyce disse...

1984 !!!! Uau ... eu guardo alguns rabiscos ... mas a maioria é recente ...

em 84 eu começava a aprender a rabiscar alguma coisa , hahaha

bjs

gabyshiffer disse...

Muito sofrida a história descrita aqui no poema...
mas é a vida né
as vezes "a vida" é uma cabra com a gente
as pessoas são
é lindo o poema
Adorei saber sobre os seus vícios...
e eu concordo com o fato de que a rigidez das repasse seja desagradável...
por mim ofereceria cordialmente à todos...
Boa noite pra vc meu amigo
Beijos carinhosos

Cris_do_Brasil disse...

Dariam páginas esse assunto, mas prefiro elogiar a maneira linda como escreve e se sensibiliza com os assuntos ao seu redor, inclusive esse.

Tyellë disse...

O amor não procura erros, falhas, defeitos...o amor enxerga o que existe dentro da alma sofrida...

"Pode um olhar com outro não cruzar
pode um som não se fazer ouvir
pode um odor se perder no ar
pode uma voz não conseguir pronunciar
ou um corpo não ter par a lhe acalantar"

Tudo pode, ou não, acontecer.
Tudo pode ser, ou não ser...

Não importa o que ela é. importa que ele a ama.

lindoooooo poema, adorei
saudades de vc amigo
vou mandar um email p vc hoje a noite...espero encontrá-lo no msn.

bjusss

Cansada de ser boazinha disse...

Lindo e triste ao mesmo tempo... Nada como querer conhecer as pessoas a fundo. Todos temos histórias, passado, sofrimento, cada um com sua particularidade. As pessoas julgam a aparência, não se importam mais em ver o conteúdo.
Ficamos nós aqui, sensíveis, esperando por alguém que queria nos decifrar.
Bjos!

°° Desequilibrada °° disse...

Selim especialmente pra vc!
=D

Líviarbítrio. disse...

Sem palavras.
É de arrepiar, como sempre.

Tem selo pra você lá na Mera Distração.

Grande beijo.

Van disse...

Muito bonito, Monday.
Beijomeu

Dra. May Keenan disse...

Olá...

Nossa que triste né?

É dificil pensar que no final das contas todos somos humanos, temos medos parecidos e etc.

É fácil julgar as pessoas né?

Engraçado que vou postar sobre algo parecido amanhã, lá no Toca (www.tocaumapramimvai.blogspot.com) quando puder, entra lá!

Beijinhos

Bia Kohle disse...

Pode parecer triste para a maioria das pessoas, mas eu acredito que a maioria delas adoram a vida que levam.
Se não, não levariam...

Beijos!

Fernanda disse...

me lembrei de Luciola eu acho...
um livro de José d Alencar onde o persornagem se apaixona por ela e ela é prostituta...
e o poema mesmo com esse tem ficou bonito,encantador^^

Cris Animal disse...

Quando eu tinha uns vinte anos, morava em Higienópolis. Em frente a Praça Buenos Aires...vizinha de Fernando Henrique.....kkkkkkkk
Naquela época era ponto de prostitutas a praça depois das nove, dez da noite. Eu voltava da faculdade as onze. Enfim...eu conhecia todas as prostitutas, sabia o nome de todas. Era amiga de todas. Contavam suas vidas para mim, histórias que me lembro até hoje. Hoje, percebo que nada nelas era diferente do que eu queria e sonhava, apesar de todas serem mais velhas que eu.
Todas elas eram apaixonadas por um homem! E ironia....eram as mulheres mais fiéis que já conheci nesse amor que contavam.
Louco, louco, louco.......rs
escrevi um livro.......ow ow
beijo, Monday! apareça, viu?

Mai disse...

Gosto quando falas nos detalhes do corpo porque fazes como
um
devoto...
Muito bonito isto.
Belas palavras.

Carinho,

mai
Eu já
estou postando
novamente, tá?

Gabriela M. disse...

de calar a mais fervoroza voz.

Monday disse...

Avinha

há 25 anos atrás, quando o livro foi escrito, a prostituição era uma coisa bem mais triste e pobre do que hoje ...

não diria que o poema é atual, porque não é ... Ana não era garota de programa, era uma menina que se encantou com a grana fácil e descobriu logo que o mundo não era tão bonito quanto sonhava ...

hoje em dia muitas garotas optam por serem "garotas de programa" e fazem seu pé de meia em poucos anos ...

mas a grande realidade ainda é de pobreza e uma vida bem miserável ...

Monday disse...

Minha Nega

muita gente pode fazer a diferença ... o difícil é essas pessoas se interessarem por isso ...

Joy

é que você é uma menininha ... rsss

os primeiros são de 1980 ...

Gaby

são bons vícios, não? e quanto aos selos, concordo contigo ...

Monday disse...

Cris

eu sempre achei, desde que comecei a escrever, que poesia deve ser uma forma bonita de se expressar, seja qual o assunto que se aborde ...

e, quanto a se sensibilizar, falamos de seres humanos como nós ...

se não sentirmos nada diante de certas realidades, é melhor fechar pra balanço e não abrir mais ...

Ty

acho que o que importa é isso mesmo: o que se sente e não o que se rotula ...

amanhã talvez a gente se encontre, hoje já é de madrugada ... rsss

bjks, menina bonita de franjinha ..

Monday disse...

Gauchita

o problema é que a sociedade adora um bom rótulo e a compaixão humana só vale pra quem não foge do roteiro esperado ...

a gente não escolhe de quem vai gostar, mas assumir certos amores nem sempre será muito fácil ...

Des e Lívia

Obrigado, meninas ... amanhã ou sexta, eu passo por lá, tá?

hoje já tá tarde ... rssss

EU SOU NEGUINHA disse...

É Flá...fazer a diferença...eu faço sei disso,mas que é dificil é.
Lidar com falta de amor,perspectivas,metas,objetivos e complicado.
É dificil mostrar a eles que tudo isto existe,mas enfim,brigando e muito para ser e fazer essa diferença na vida deles.
Beijo grande
Nega

Monday disse...

Van Van

muito bom esse beijoteu ... ah, preciso falar contigo sobre umas composições, tá?

vou acertar primeiro a partitura, depois falo com vc ...

Dra.

Bem vinda a esse espaço, sinta-se em casa ...

e obrigado pelo convite, até o final de semana, passo lá pra conhecer, tá?

Bia

ah, minha menina angelical ... eu também já pensei assim quando era moleque mais novo ... rsss

mas depois que a gente conhece a realidade, percebe que nem tudo são flores ...

Monday disse...

Fe

Eu li Lucíola, há um bom tempo atrás ... mas não me lembro de detalhes da história ...

Cris

eu não gosto de falar sobre assuntos que não conheço e, consequentemente, não domino ...

já conversei com muitas prostitutas ao longo desses anos de vida e, realmente, é muito parecido com o que vc disse ...

embora a pecha negativa que a profissão traz, pessoas são sempre pessoas e têm sonhos, pois todo mundo têm ...

opiniões sempre existirão, baseadas em como cada um foi educado ou aprendeu na vida ...

mas não é porque vendem o corpo para se sustentarem que deixaram de ser gente ou agirem como tal ...

Monday disse...

Maizita

Bem vinda de volta, então ...

ah, te mandei outro trecho do seu livro preferido ... rssss

e eu vou lá te ver de novo, assim que der ...

Gabriela

talvez porque tenha sido retratada de uma forma mais bonita e não como costumeiramente se faz, não?

ajuda a enxergar o outro lado da situação ...

Monday disse...

Minha Nega

eu perdi minha irmãzinha quando ela tinha 4 anos apenas ... e sinto muita saudade dela desde então ...

ela faleceu por causa de um câncer, num dia 12 de abril e, em razão disso, todo dia 12 meus pais mandavam um bolo pra ala das crianças do Hospital Antonio Prudente, aqui em São Paulo, que cuida dessa doença ...

quando eu ainda era criança, fui lá uma vez levar o bolo com meus pais ... e vi todas aquelas crianças doentes, mas felizes por ter aquele bolo, vivendo aquele momento de festa ...

a cada novo dia 12, várias crianças que participaram da festa anterior não mais estavam presentes, por causa da doença ...

depois daquele dia, eu nunca mais me senti no direito de reclamar da vida, mesmo tendo passado poucas e boas ao longo dela ...

e aprendi que a vida está aí pra ser vivida, com suas coisas boas e ruins ... e que não dá pra desistir nunca, mesmo que muitas vezes dê vontade de largar tudo ...

cada um é cada um, tem sua história e opinião ... e eu respeito todas ...

mas ainda acho que insistir sempre pode valer mais um sol que se vê nascer ... e o nascer do sol é uma coisa bonita demais pra se deixar de ver uma vez mais que seja ...

bjks, querida

Branca disse...

Ei,

Achei tão triste...tantas meninas que entram na prostituição muitas vezes pra sair da própria casa onde tb são vítimas de violência sexual, fico imaginando a cabecinha delas e isso me dói...sinceramente Monday, acho um monstro um homem que tenha coragem de usar uma menina assim e infelizmente é o que mais ouvimos falar; por outro lado tem as que optam por levar essa vida, acham mais fácil fazer um programa do que enfrentar uma jornada de trabalho, ou mesmo pra pagar os estudos - mas nesse caso são adultas, entraram querendo e sabendo as consequências...não foram obrigadas, induzidas a essa vida...


Adoro 'ler' vc...coloca um bem romântico, bem lindo no próximo post pra gente sair daqui um pouquinho mais feliz...me acostumei mal...hj to saindo triste e to estranhando rss.

Beijo carinhoso pra vc!

Joyce disse...

:)

Escrevendo na Pele disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Escrevendo na Pele disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
EU SOU NEGUINHA disse...

Flá..
Concordo contigo e é por essas e outras tantas estórias vividas,que me levam a ir adiante.
Beijocas em seu coração
Nega

Pink Rose disse...

Wow! Lindo d+++++!!!

Bjinhos


http://amorfilosofoamor.blogspot.com/

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Adorei!

Monday disse...

Branquinha

eu também prefiro coisas bonitas, mas às vezes a gente toca em outros assuntos, porque também fazem parte da nossa realidade ...

mas eu vou tentar atender seu pedido, tá?

bjks

Joy

eu que vi um sorriso ...

Monday disse...

Ma

bonitos versos, menina ... pelo que me lembro do livro, acho que Ana ao menos terá alguém sempre ao seu lado, seja qual caminho resolva tomar ...

hum, pegar beijos? proposta tentadora ...

Minha Nega

vc faz a sua parte e nós lhe damos apoio para não desistir deles ...

Monday disse...

Pink

preciso sobreviver ao sono acumulado ... mas eu vou lá te visitar assim que os olhos se mantiverem abertos ... rsss

Casal

Fui lá conhecer vocês ... acho que cheguei na hora errada .... kkkkkkkk

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Monday, quantos livros publicados em tão pouca idade. Deve ser um orgulho saber que suas palavras deram cria e se fizeram gente, num mundo de letras grandes. Parabéns de coração!

Adorei seu comentário e pode ficar de voyer, de vez em quando é bom olhar pelas frestas das palavras.

=]

Vou aparecer sempre, adorei sua casa.

Rebeca

-

Monday disse...

Re e J

Publicado mesmo, só o Flagra ... os outros foram escritos, mas é complicado publicar nessa terra quando o teu QI é só a capacidade de escrever ... rssss

quem sabe esse ano eu publico mais um ...

Tamires . disse...

É tão bonito tuas palavras.
Desenha tão profundamente aquelas entrelinhas que ficam guardadas,lá no fundo, cálidas, caladas.
E o amor? Pode até achar que essa minha visão é mto ingênua, mas ainda acho que ele, deveria validar tudo. Ticket somente de ida, mas com direito a recomeços.
O amor é como uma moeda: Tem seus dois lados. O triste e o bonito.

E esse teu, mesmo triste, foi bonito te ler.
Parabéns,Flá! Mais uma vez.

Beijos meus.

Desejos Aliciantes disse...

ai ai Monday,
só vc pra me fazer rir uma hora dessas viu
vai brincar?
vamos brinca
responde o Meme
vamos adorar
Beijos aliciantes

Escrevendo na Pele disse...

Flá, vai lá e me tira do transe. Só você, apenas você.

Moni disse...

nossa... mto lindo mesmo! beijos

Deliciosamente Atrevida disse...

Uau, perfeito mesmo...

Um amor marcado por fatos da vida, quem sabe até inesperados...

Muito obrigada pelo comentário, mas é uma pena que ultimamente aquele "você" inspirador de minhas poesias não esteja dando devida atenção aos "apelos" desta mulher aqui...


Bjo Grande!!

A Senhora disse...

Sabe li várias vezes o poema e, em todas elas, vi um sofrimento tão grande e tão sem alternativa. Mesmo sinalizando que pelo menos alguém amigo estaria ali por perto.
É como se o destino dela fosse ficar no fundo do poço ouvindo alguém dizer que , se precisasse, estaria ali. Mas ela não sabe mais "dizer"...

Beijinhos, meu querido.

Avassaladora disse...

Menino viciante...rsrs
Aqui estou, cativa de ti...
Cativa de teus versos...
Cativa de tuas palavras...

Adoro seu carinho e forma tão meiga como me tratas...
Daí o vício...rs


Beijo avassalador!

Monday disse...

Ta

talvez as pessoas precisem aprender que, apesar de sempre desejarmos sorrisos, as coisas costumam ter o lado B também e nem sempre ele é dos mais belos ...

amar é muito bom e normalmente esse sentimento perdura mesmo depois de acabado um relacionamento ... é quando se sofre, geralmente ...

mas mesmo sabendo que pode acontecer isso, repito o que já disse aqui em outras ocasiões: eu jamais vou deixar de aproveitar a chance de viver um gostar só porque pode doer no final ...

mas, cada um escolhe seus caminhos ... o meu, é esse ...

Desejos

Preciso voltar lá e ver de novo o meme ... quem sabe não tope a proposta?

Monday disse...

Ma

pedindo desse jeito, dá pra não ir? rsss

Moni

Brigadim, moça ...

Del

já pensou em fazer a fila andar? rsss

Monday disse...

Mi

ele era um rapaz, amava a moça e a via sofrer ... é mais difícil, quando se é jovem, de encontrar o caminho das pedras ...

mas é uma realidade triste, com certeza ... mas traduzi-las em versos talvez seja uma tentativa de dar algum alento ali, de mostrar que, por pior que seja, ainda possa se ter alguma beleza a se enxergar ... no caso, o amor dos dois ...

Avinha

vícios, se fizerem bem, não têm contra-indicação ... espero que seja o caso ...

de toda forma, é bom não manter ao alcance das crianças ... rsss

Deliciosamente Atrevida disse...

Já pensei sim...mas parece que a fila travou na minha vez! rrsrs


Bjo grande!!