sábado, 8 de agosto de 2009

Cabulada

Parece que Bandeira
se instalou a minha frente

Eu mato aula de inglês
- aliás, desde março! -
e aonde vou?

- Uma aula de literatura!

Falaram que minha mãe
vai aparecer pelo colégio

E se ela aparecer na minha classe?

- O Flávio não está!

Ela não vai gostar,
mas eu prefiro ficar
revendo Bandeira
ao lado de uma moça bonita

11/09/80


Para matar as saudades do colegial, um dos melhores anos
da minha vida, pra sempre!

37 comentários:

José Estelita disse...

Cadê as músicas!!?

Cris Animal disse...

Sorrindo aqui....
ôoooooooooooo coisa boa que é essa fase da vida, onde nada precisa ser muito explicado( com exceção dos pais) pq a nossa alma é livre e nosso coração leve de qq coisa que coloquem nele.
Fase realmente deliciosa!

beijos

Mai disse...

Viver ou morrer, Ser ou não ser, eis a questão...Escolhas são assim e algo será cabulado, sempre que algo melhor aparecer.
Uma escolha terá que ser feita.
És bom em escolhas. Preciso, certeiro.
Antes bandeira e as Letras.
Did you understand what I mean?
This way...Bandeira is Great and...I'm brasilian... E com esse teu jeito jeito de bom moço e, sempre criativo, deves ter sido bem levado e cabulaste muita aula e não apenas para estudar bandeira e namorar a menina que sentava ao lado, não?
.
Xá falar, vou ecrever sobre o capítulo, o livro e a nota de rodapé em cd, tá?

Abraços e carinho,

menina fê disse...

gostei do motivo... pelo menos ela te fazia ficar numa aula muito gostosa, literatura: muitos sopros de vida! viva a moça bomita.

meu colegial tbm foi sensacional.

bjão da fê =D

menina fê disse...

ops: bonita!

=D

♥ ♥ Rabiscando disse...

Muito bom rever e sentir o passado assim.

Ótimo fds prá vc!

beijos!

Menina Robô disse...

Ah... cachorrinho meu colegial não foi muito bom... nem gosto de lembrar hehehe

Beijos

Branca disse...

...os melhores anos da minha também, aliás, penso que de todo mundo.

Bom domingo Monday...bjo carinhoso!

Monday disse...

Zezo

O Márcio, meu colega músico, tá com tendinite, é mole?

Isso vai atrasar um pouquinho a gravação, mas a partir de meados de agosto, voltamos a carga para começar a terminar o trabalho, tá?

Cris

Eu lembro de 1980 como se fosse hoje, conhecia mais da metade do Colégio Bandeirantes (da turma do colegial, é claro!) e passei o ano escrevendo poesias, foram só 150 ... rssss

Inesquecível, sem dúvidas!

Monday disse...

Maizita

1980 é um capítulo a parte desse livro! O estudo do Modernismo, a descoberta do saber escrever poemas, o convívio com os colegas no último ano do colégio, tudo transformou aquele ano em algo para sempre.

Eu nunca matei aula até o segundo colegial, era um aluno bem certinho ... rsss

Mas o terceiro ano foi a abertura das portas do mundo e cada fato novo gerava um poema, e cada menina conhecida gerava outro, e cada amigo feito gerava um sorriso.

Foi quando eu descobri que nem todo gostar a mais anda em pares e que é mais saboroso ficar perto de quem se gosta, ainda que não haja certo nível idêntico de retribuição, do que ficar longe.

E essa lição eu trago até hoje: quando se gosta de alguém, se deve ficar perto desse alguém, mesmo que o par que se forma não seja aquele que se almeja.

E meu maior amor naquele ano mágico, que queria ser apenas minha amiga, veio a ser retribuído oito anos depois, quando um reencontro meio que do nada a transformou em namorada ...

Monday disse...

Fe

A moça bonita se chamava Marisa e ficou na minha história como alguém que não foi beijada porque o menino Flá, naquela época, não sabia beijar ... rsss. Dá pra acreditar?

No ano seguinte, eu namorei com a irmã dela. Ela mostrava os meus poemas para a irmã, que quis conhecer o colega poeta dela um dia ...

gabyshiffer disse...

Oi amigo
Pois é
Tenho andado ocupada mas não esqueço de vir aqui
tá lindinho o post
Bons tempos mesmo
mas eu prefiro o meu agora sempre...rs
Bom findi
beijos na alma!

Monday disse...

Rabiscando

Concordo plenamente contigo ...

Ka

Lamento por ti, menina. Mas se o passado não tá redondo, o futuro pode ser, não é?

Monday disse...

Branquinha

E dava para ser diferente, com toda aquela efervescência de adolescente?

Mahria disse...

Ô que lindo esse poema, sorte dessa moça bonita, ter ganho tantos poemas e vc não ter ganho um beijo, mas talvez seje esse o motivo dessa nostalgia e saudade tão boa desse tempo.

Também morro de saudade do meu colegial, ali eu era feliz e não percebia...


Bjs

Bom Domingo

Ava disse...

Matando saudades do colegial...


E se foi por Bandeira que fizeste suas traquinagens.... á valendo...rsrs

Também tenho minhas lembranças... E são tão doces...

Misturadas com Olavo Bilac...rs


Beijos!

Um carinho especial para o Papai Flávio...

Monday disse...

GAby

Estamos todos correndo, não? Mas a gente sempre arranja um tempinho para dar uma passada pelos blogs de quem a gente gosta, mesmo que poucas vezes.

Quanto aos tempos, o presente é sempre ótimo, mas o passado é gostoso de relembrar ...

Ma

Aos dezessete anos, muitos beijos foram desejados sem serem realizados, o que não significa que a história deveria ter sido escrita de outra forma.

As lembranças são boas por ter sido uma época mágica, de sonhos e desejos, de aprendizado que ajudam a gente a ser formar como gente.

Mas uma coisa eu tinha certeza, sem querer ser indelicado com sua afirmação: eu era muito feliz e tinha plena certeza disso ... rsss

e tenho certeza que, no fundo, você também sabia, não?

Monday disse...

Avinha

O Modernismo mudou minha escrita e minha vida, trazendo a alma ao primeiro plano dos versos e a eterna busca da beleza dos sentimentos ...

Bandeira, Drummond, Oswald e Mário de Andrade, todos eles têm participação fundamental nisso, além dos meus professores de literatura, João Batista, e de redação, Severino.

Algumas coisas marcam nossa adolescência e se refletem para o resto da vida. Eu só tenho que agradecer que as minhas marcas foram um presente ...

Obrigado pelo carinho, as meninas estão por aqui fazendo o resto para o dia ser todo feliz.

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Flávio, esse negócio de matar aula por causa de paquera é quase uma outra matéria...ahahaha. Deve ser muito gostoso quando você pega os seus poemas antigos e faz aquela viagem no tempo... Ei, quedê as cantigas, hein?

Feliz dia dos pais, querido amigo!

Rebeca

-

iaiá disse...

feliz dia dos pais, sócio! e paizão! bjs

Fernanda Magalhães disse...

Querido feliz dos pais pra vc.

Um abraço!!

Glau Ribeiro disse...

Não disse que era verdade a frase, Monday. Disse que ouvi a frase de alguém e que de certa forma PRA MIM fez sentido. Não tô afirmando.

Obrigada pela tua visita.

Beijos.

Diana disse...

E eu querendo fugir dessa fase rs
doce como a hora do intervalo.

Monday disse...

Rebeca

Aos poucos, eu vou postar os poemas das "musas adolescentes" ... rsss

Mas é sempre muito bom lembrar das coisas daqueles tempos ótimos ...

Sócia

Aproveitei até o último minuto ...

Monday disse...

Fe

A gente sempre curte bastante nossos dias, não?

Glau Glau

Eu entendi ... te escrevi mais lá sua salinha de visitas ...

Monday disse...

Di

Vai sentir saudade boa daqui a alguns anos ... rsss

Glau Ribeiro disse...

Monday, só não queria que você interpretasse de forma errada, as minhas palavras. Por isso, vim tentar esclarecer. E é isso mesmo que você falou!

Obrigada sempre pelos comentários!

Bjos.

[ rod ] disse...

Foi longe meu caro... 1980... putz tempos de ouro e das descobertas juvenis.

Abçs,






Novo dogMa:
reveR...


dogMas...
dos atos, fatos e mitos...

http://do-gmas.blogspot.com/

Menina Misteriosa disse...

Oi... estou conhecendo seu blog... e gostando daqui!
Hum... um texto que traz lembranças boas... fiquei saudosista aqui... bom isso!
Boa semana!
Beijos

Monday disse...

Glau Glau

Fique tranquila, menina, às vezes a gente quer dizer algo e pode soar diferente, mas creio que ambos fizemos apenas comentários complementares, somente isso.

Seu texto estava bem claro, a intenção era mostrar um lado que aprendi com o passar dos tempos e que me mostrou um contraste em relação àquela afirmação.

Concordo contigo, a frase dá a sensação de ter sentido, mas depois de um tempo, tende a ficar incompleta.

Mas isso tenho certeza que você já descobriu nos teus rabiscos ...

Monday disse...

Rod

Ir longe muitas vezes vale a viagem, não? Realmente, tempos impagáveis ...

Menina

Bem vinda ao meu cantinho de poemas e outros escritos. Passei lá pra te conhecer, gostei do layout e do estilo bate-papo. Fica mais pessoal daquele jeito, não?

Tamires Lima disse...

Lobobo do meu coração...
Saudades!

Ahhh, imagino que deva ter muitas lembranças boas assim, não? Tããão bom!

Só não posso incentivar meus alunos a iss, né??? Por mais que meu coração seja de manteiga! rsrs..
.
.
Vida está meio corrida, mas sempre estou te lendo, mesmo que quietinha. E sempre sorrindo, pq suas palavras sempre atiçam esse sorriso teimoso meu.


Beijos, Flá!

Ps: Que música linda, essa do post abaixo...! Adorei! Tenho certeza do sucesso que está por vir!

Ps: Seus passos deixados lá no blog, são pra mim, sempre encantadoras, e eu sempre aprendo com vc, mesmo.

Menina Misteriosa disse...

Que bom que gostou! Pois é, ao responder cada um, sinto justamente isso, como se estivesse batendo papo... é uma interação muito gostosa!
Vou voltar mais vezes aqui com certeza!
E espero que tenhamos oportunidade de trocar ideias...
Beijos

Elizabeth F. de Oliveira disse...

A vida é tecida de lembranças...
e essas adolescentes são as melhores.
Abraços,

Monday disse...

Chapeuzinho

Não precisa ensinar para eles, vão aprender sozinhos ...

Realmente, aquele ano traz lembranças aos borbotões ... muito bom!

Quanto à música, semana que vem devemos voltar aos trabalhos, já que o Márcio ainda tá de molho por causa da tendinite ...

Monday disse...

Menina

Bater papo vai bem, mesmo quando assim, meio que interrompido ...

a gente vai se vendo e trocando figurinhas, temos muitos posts pela frente ainda ...

Elizabeth

Eu não sei se são as melhores, mas que são boas a beça, não tenho como negar!

Quem dançou com ela? disse...

Lembrei de tanta coisaaa boaa.